sexta-feira, 31 de julho de 2009

Método Astolfo Mello Noriega de combate ao estress da vida PÓS-MODERNA

9 ações que vão fazer você se divertir e os outros te matarem. Ou pensarem que você é louco


1. Quando estiver num Drive-Thru, especifique que o pedido é para viagem.

2. Com 5 dias de antecedência, ligue para o seu amigo e avise que não vai poder ir a festa dele, porque não está no clima.

3. Ao sair do Zoológico, corra na direção do estacionamento gritando: " Salve-se quem puder eles estão soltos"

4. Na hora do jantar, anuncie para seus filhos : "Devido a nossa atual situação econômica, teremos que mandar um de vocês embora"

5. Todas as vezes que você, ver uma vassoura, grite: "Querida, sua mãe chegou !"

6. Sempre que alguém lhe pedir alguma coisa, pergunte se quer que fritas
acompanhem

7. Insista que quer seu e-mail da empresa como :
xena_princesa_guerreira@nomedaempresa.com.br ou elvis.o.rei.esta.vivo@empresa.com

8. Abra sua pasta ou bolsa, dentro do cinema, e enquanto olha dentro, pergunte : "tem ar suficiente aí ?"

9. No elevador lotado, quando a porta se fechar, fale : "Tudo bem , não entrem em pânico, ela abrirá novamente"
Fonte: NA MAIOR VULA

quinta-feira, 16 de julho de 2009

video

Trabalho academico: Teoria da Imagem

Mercadinho de Imperatriz

Um pouquinho de minha vida.

Acho que só eu me entendo, tenho sentimentos que parece que só eu sinto, vivo como se minha vida fosse diferente da de todos. E percebi que é mesmo.
Não sou igual a ninguém, meus sentimentos são distintos, converso com um e outro e não vejo o que está em mim.
Às vezes me sinto melancólica, sempre em alguns dias do mês, geralmente perto daqueles dias terríveis. Mas parece que tudo acontece nesses dias, vejo o que não queria ver, como algo que com certeza vai me machuca me fazer chorar e me sentir triste.
Sinto-me tão perversa nesses dias.
Às vezes damos valor a pessoas que não deveríamos dar, por que essa pessoa não está nem ai pra você, pois ela se preocupa com outra pessoa totalmente diferente e essa pessoa por incrível que parece é aquela que você detesta, desde que conheceu.
É nesses dias que começo a avaliar as pessoas. Se quem eu gosto muito, presta mais atenção em quem eu detesto é porque essa pessoa não dá para ser minha amiga, pois com certeza tem uma personalidade totalmente diferente que a minha.
Isso é danado para acontecer comigo, já até me acostumei.
Mas tem os dias bons, em que olho tudo com alegria, sorrisos e generosidade.
Esses dias são perfeitos.
Tenho outro probleminha, mudo de humor varias vezes ao dia, depende com quem eu esteja e de onde eu esteja. Tudo influencia.
Às vezes acordo bem humorada, duas horas depois fico mal humorada, e assim fica oscilando o dia todo.
Adoro crianças, com elas parece que não me falta mais nada. Amo quando elas querem está ao meu lado.
Cuido de um grupo de crianças aos domingos. Adoro os domingos é um dia muito feliz. Quando é segunda-feira já fico ansiosa para chegar o domingo novamente. É uma alegria que não tem preço. Não troco por nada.
É claro que tenho que ter calma, aqui na minha cidade está tão ruim que estou topando quase tudo para mudar daqui, mas tem que ser com emprego garantido.
Mas por enquanto não vai dar, tenho que terminar a faculdade, ai depois quem sabe.
Se não surgir nada por aqui, vou seguir um rumo na minha vida.
Apesar dos pesares agradeço a Deus por tudo, pela minha vida, e por tudo que ele me concede.
Sou feliz por ter Deus, pela minha família, por não deixar nada faltar na minha vida. Mas sou triste por não fazer o que gosto, por não ser mais desinibida e carismática.
Estudo o que gosto, e tenho esperança de trabalhar no que gosto futuramente.
Espero ser bem sucedida, e ter uma vida razoável, fazer o gosto e que Deus me ajude a ser como desejo.
Ai sim serei muito FELIZ.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Versos de um grande MESTRE da ARTE

Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis.
Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me
decepcionar, mas também decepcionei alguém.
Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.
Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
“quebrei a cara muitas vezes"!
Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).
Mas vivi, e ainda vivo!
Não passo pela vida…
E você também não deveria passar!
Viva!
Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é "muito" pra ser insignificante.


(Charles Chaplin)